Qualé, meu Rei? é um espetáculo infantojuvenil para cinco atores/atrizes, que se desdobram em diversos personagens cômicos, cada um deles com características e recursos técnicos que os aproxima dos saltimbancos da Idade Média, dos brincantes da corte do renascimento ou dos palhaços de todos os tempos, sejam eles clássicos ou modernos.

Para fazer o download/impressão do texto para ensaio:  Quale_Meu_Rei-download

Ilustração de palhaço do texto Qualé, meu Rei?A peça tem na linguagem teatral tradicional a base para o desenvolvimento de sua narrativa. Mas, pela própria característica da história contada, traz a forte influência da linguagem circense como elemento transformador da obra, adicionando altas doses de humor e fisicalidade às cenas propostas pela sua dramaturgia.

Na encenação, o caráter cômico e superlativo da corporalidade do palhaço pode se expandir para além da quarta parede do teatro tradicional, levando a encenação para o espaço do público em alguns momentos. Em outros, a poesia do texto e a magia das cenas que desafiam a lógica comum (recurso típico da linguagem circense) exigem a presença do ator no palco, onde a luz definida e precisa contribui para a ilusão da cena.

Para fazer o download/impressão do texto para ensaio:  Quale_Meu_Rei-download

A proposta é brincar com o tema da encenação a partir da sua própria linguagem, revelando novas realidades diante dos olhos do público. Jogos de sombra enganam a percepção de tamanho e forma dos elementos de cena; objetos “caem do céu” ou fazem barulhos inesperados; cenários revelam sua “maquinaria” para reforçar o caráter artesanal do fazer teatral.

Ilustração do texto Qualé, meu Rei?Todos esses elementos contribuem para a alteração entre momentos ágeis, como um divertido ensaio de um espetáculo feito por palhaços, e outros mais íntimos, quando estranhos descobrem-se cúmplices de uma nova amizade.

Em comum, as estimulantes cenas de Qualé, meu Rei? funcionam como uma costura capaz de tecer uma surpreendente homenagem ao artista e seu ofício.

A publicação digital de Qualé, meu rei? tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Quer conferir a leitura dramática em um vídeo-teaser criado com partes do texto? É só entrar aqui.

Créditos Qualé, meu Rei?